O plano de saúde pode ter reajuste, ou seja, um aumento no valor da mensalidade, por diferentes motivos. Conheça cada um deles para entender mais e ficar atento às eventuais mudanças.

Quais os critérios para o reajuste?

Primeiramente, o aumento das mensalidades deve seguir regras, caso contrário ele pode ser considerado abusivo. A principal delas é a de que o critério de reajuste deve estar previsto no contrato. Portanto, é muito importante ficar atento a todas às suas cláusulas e tirar todas as suas dúvidas no momento da contratação.

Há três critérios para o reajuste:

Reajuste anual

O propósito do reajuste anual é repor a inflação do período no valor dos planos de saúde. Como o nome já diz, acontece anualmente, a cada aniversário de contratação do plano de saúde.

Reajuste por mudança de faixa etária

Ocorre de acordo com a mudança da idade do usuário do plano de saúde. Por exemplo, os planos têm um determinado preço para os beneficiários de 0 a 18 anos. Quando o usuário completa 19 anos, o valor do plano passa a corresponder àquele da faixa etária que agora o usuário se encontra, que vai de 19 a 23 anos.

Reajuste por sinistralidade

O aumento por sinistralidade pode ocorrer quando o valor dos procedimentos e atendimentos – os “sinistros” – cobertos pela operadora foi maior do que o previsto.

Isso porque os contratos de planos de saúde podem prever um percentual de custos sobre cada usuário. Caso ultrapassado, além do aumento da mensalidade, pode haver a redução de rede credenciada e das coberturas, ou até a coparticipação dos usuários no pagamento dos serviços utilizados.

Tenho alguma alternativa?

Se você está descontente com o aumento da sua mensalidade e acha que foi descabido, saiba que é possível mudar de plano!

Com a nossa ajuda, o processo não é tão burocrático, e ainda dá pra aproveitar a carência do plano anterior.

Converse com um de nossos corretores e peça agora uma cotação sem compromisso!

WhatsApp chat